Um blogue em que os meus convidados são desafiados para uma entrevista em jeito de conversa de café
22 de Setembro de 2009

Chegou a falar ao telemóvel e despediu-se com o telemóvel a tocar. "Solicitações profissionais", explicou. Sara Batalha fala a sorrir e com os olhos a brilhar. Esta profissional da comunicação explicou-nos o poder das palavras e da comunicação não verbal.

Rita Filipe - Em que consiste o media training ?
Sara Batalha - Media training quer dizer formação para os media. É formar alguém para falar com jornalistas e através dos jornalistas. (...)


RF - E como é que surge a ideia de trazer a MTW para Portugal?
SB - Eu fui jornalista durante bastantes anos, de imprensa, rádio e televisão e trabalhei como consultora de comunicação. E ao longo destas duas facetas profissionais percebi que as pessoas não sabem bem o que dizer. (...) Em Portugal as únicas pessoas a fazer alguma coisa parecida são jornalistas, não são profissionais em media training, e ao conhecer o TJ Walker percebi que era uma faceta de comunicação especializada que não existia em Portugal, (...) achei que era a altura indicada com o aproximar das eleições, de surgir com algo (…), com uma formação para líderes, e a ensinar profissionais a comunicar como líderes. (...)

RF - Em que consiste a formação em media training, o que ensinas a quem te procura?
SB - A MTW trabalha em 3 áreas específicas, em media, em public speaking e em apresentações para audiências várias. Em media a formação da mtw é personalizada. Nós costumamos dizer que é de alta-costura. O que quer dizer, que apesar de existir um padrão, de conceitos e técnicas básicas, cada pessoa tem o seu plano de formação.

RF - Que sectores profissionais é que podem contratar os teus serviços?
SB - Qualquer profissional que esteja disposto a investir nas suas competências de comunicação de forma a conseguir destacar-se no seu sector, e isto desde um enfermeiro, a um policia, a um advogado, a um jogador de futebol, a um artista, a um empresário, a um estudante. (...) E o que é que é imprescindível? Saber passar com eficácia a minha mensagem, perceber a importância da linguagem não verbal e o que é que ela transmite, e saber adequar a minha mensagem aos diferentes públicos. Quem o conseguir fazer será um comunicador melhor que os outros. Irá comunicar de forma mais eficaz.

RF – Dá-me um exemplo de uma figura pública que na tua opinião use a comunicação com os media de forma eficaz.
SB – Talento não é tudo! (...) Toda a gente diz que Paulo Portas fala muito bem e que José Sócrates parece muito ensinado. Ambos conseguem passar a sua mensagem. Se conseguem votos já é outro assunto. Temos por outro lado um Joe Berardo ou um Alberto João Jardim que toda a gente diz que não sabe falar, mas a verdade é que um consegue votos e o outro negócios. E conseguem destaque e tempo de antena. Eles não falam bem, aparentemente. Temos os dois lados da moeda. (...)
RF - Com quem é que gostarias de trabalhar? Se pudesses escolher uma figura pública para dar formação, quem escolherias?
SB - Confesso que gosto de trabalhar exactamente ao contrário. Gosto de trabalhar com pessoas que não são figuras públicas e torná-los tão bons que se tornam figuras públicas depois. Esse é o meu maior desafio. É pegar em alguém que quer mudar, e que tem a vontade, e que quer melhorar e influenciar a longo prazo. Dizem-me assim:

- Sara, eu daqui a um ano quero ser presidente da Junta de freguesia.

Este cliente é um construtor civil, e eu pego nessa pessoa e dou-lhe as ferramentas necessárias, para que sem deixar de ser quem é, apenas aprimorar, puxo pelo melhor que ela tem. E isso, qualquer pessoa pode fazer. Pode ser um estudante universitário, um professor, um politico secundário ou mesmo um jornalista. Quem se quer destacar, ser especialista, tornar-se uma autoridade na sua área profissional tem de saber comunicar.
Pode ler a entrevista completa aqui
publicado por Rita Filipe às 08:07
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
24
25
28
29
30
arquivos
Rita Filipe
anarita.filipe@gmail.com
Enfermeira por um feliz acaso, comunicadora por paixão. Procuro um lugar ao sol no mundo do jornalismo...
últ. comentários
Muitos parabéns por esta entrevista excelente, no ...
Perguntar ao honestíssimo comentador da nossa praç...
Eu tive um sonho. Sonhei que o Estado Português er...
A PRIMEIRA BEATIFICAÇÃO EM PORTUGAL – BEATA RITA A...
Apresentações do livro “Saude 24 horas” pelo autor...
Muito bem!!!Fiquei agradavelmente surpreendido pel...
Parabéns por ter criado um blog tão interessante! ...
Bom dia,Parabéns pela entrevista!Aproveitámos para...
Oi Rita, tudo bem? Já tenho saudades... de você lá...
Uma grande pessoa, um amor de rapaz, um sorriso co...